Warning: mysql_real_escape_string(): 54 is not a valid MySQL-Link resource in /var/www.arte-coa.pt/Classes/DataSource.php on line 92 Warning: mysql_query(): 54 is not a valid MySQL-Link resource in /var/www.arte-coa.pt/Classes/Ligacao.php on line 103 Warning: mysql_real_escape_string(): 54 is not a valid MySQL-Link resource in /var/www.arte-coa.pt/Classes/DataSource.php on line 92 Warning: mysql_query(): 54 is not a valid MySQL-Link resource in /var/www.arte-coa.pt/Classes/Ligacao.php on line 103 Côa

ImagemImprimirDicionário critico

Calotipo

Margarida Medeiros

Termo que designa um dos primeiros modos pelos quais a fotografia se mostrou ao mundo, pela mão de Fox Talbot (1800-1870), inventor, cientista, botânico e homem de letras. Este processo foi a base pioneira da industrialização da imagem, já que permitia a sua reprodutibilidade (o fabrico de imagens múltiplas idênticas).

Palavras chave: imagem técnica; fotografia; reprodutibilidade da imagem

Calotipo foi o termo inventado pelo inglês William Henry Fox Talbot, um dos (múltiplos) inventores da fotografia para designar uma técnica fotográfica específica: a imagem feita a partir de um negativo fotográfico em papel. Até aqui, Talbot fizera experiências fotográficas, com uma técnica que designava por ‘desenho fotogénico’. A ideia surgira-lhe na época em que, durante a sua lua-de-mel, no Verão de 1833, procurava desenhar as belas paisagens junto ao lago de Como, em Itália, sem grande sucesso. Utilizando uma pequena camera obscura, procurava nesta auxílio para a sua falta de jeito para o desenho, e suspirava com a ideia de o que via reflectido pelo espelho nesse aparelho, pudesse fixar-se por si mesmo no papel. Foi assim que, no regresso a Inglaterra, surgiram os ‘desenhos fotogénicos’, termo para o qual usou o radical grego ‘fós’, que significa ‘luz’, querendo pois significar “desenho feito pela luz”.

Este último processo consistia numa imagem directamente feita à luz do sol, por contacto (uma flor sobre uma folha de papel, ou outro pequeno objecto), e o jogo de luzes e sombras surgia em negativo, mas com todos os detalhes do objecto aí representados. A imagem era, portanto, feita sem máquina fotográfica, resultando da exposição à luz de um bom papel de desenho sujeito a um banho de sal comum e, posteriormente, de nitrato de prata. Era uma imagem ‘negativa’, e os objectos apareciam na imagem com os tons escuros e claros invertidos, ou seja, o desenho do objecto a branco sobre fundo negro ou escuro.

Calotipo significa, à letra, e também a partir do grego, ‘impressão (typos) bela (kalos), e foi o nome que Talbot deu às imagens negativas, ou latentes, que passou a fazer, alguns anos mais tarde, com a máquina fotográfica. As máquinas eram muito grandes, com uma objectiva, que permitia que a imagem obtida fosse muito mais focada e definida. Com um papel banhado em iodeto de prata obtinham-se imagens que, seguidamente, eram sujeitas a um processo de «inversão», de modo a que o jogo de luzes e sombras em que consiste a imagem pudesse ficar “no seu lugar”, ou seja, semelhante à forma como percebemos os objecto à luz. O aspecto mais «revolucionário» deste processo foi o facto de que, a partir de uma única imagem negativa, se podiam obter uma série delas positivas ou seja, permitia a sua
reprodução. Era assim possível, por exemplo, enviar a «mesma» imagem a muitas pessoas diferentes, o que também facilitou a Talbot a divulgação da sua descoberta no meio científico em que se movia.

Talbot patenteou este processo de realizar
fotografias a partir de um primeiro ‘negativo’ em 1841. Pode dizer-se que a história da fotografia, enquanto processo de reprodutibilidade da imagem, começou aqui, apesar de este processo ter sido precedido por outros que hoje também chamamos fotográficos — embora na altura não tivessem esse nome —, quer inventados pelo próprio Talbot (como o tal ‘desenho fotogénico’) quer por outros personagens que marcaram a invenção da fotografia, como Nicephore Niépce e Louis-Mandé Daguerre, que inventou o daguerreótipo.


Recursos na www

http://foxtalbot.dmu.ac.uk/
http://www.nationaltrust.org.uk/main/w-vh/w-visits/w-findaplace/w-lacockabbeyvillage.htm
http://www.nationalmediamuseum.org.uk/Photography/home.asp

© CÔA Todos os direitos reservados© All rights reserved