Warning: mysql_real_escape_string(): 54 is not a valid MySQL-Link resource in /var/www.arte-coa.pt/Classes/DataSource.php on line 92 Warning: mysql_query(): 54 is not a valid MySQL-Link resource in /var/www.arte-coa.pt/Classes/Ligacao.php on line 103 Warning: mysql_real_escape_string(): 54 is not a valid MySQL-Link resource in /var/www.arte-coa.pt/Classes/DataSource.php on line 92 Warning: mysql_query(): 54 is not a valid MySQL-Link resource in /var/www.arte-coa.pt/Classes/Ligacao.php on line 103 Côa

CulturaImprimirDicionário critico

Marcel Mauss

José-Miguel Marinas

Historiador das religiões e etnógrafo (1872-1950), sobrinho e colaborador de Émile Durkheim, Marcel Mauss produziu uma obra que se debruça fundamentalmente sobre as culturas pré-industriais e o seu sistema de trocas, a qual, para além do valor que tem para a antropologia, permite esclarecer dimensões pouco tratadas da nossa cultura de consumo contemporânea.

Palavras chave: dádiva, cultura, contemporâneo, economia primitiva, globalização.

 Historiador das religiões e etnógrafo (1872-1950), sobrinho e colaborador de Émile Durkheim, Marcel Mauss produziu uma obra que se debruça fundamentalmente sobre as culturas pré-industriais e o seu sistema de trocas que, para além do valor que tem para a antropologia, permite esclarecer dimensões pouco tratadas da nossa cultura de consumo contemporânea.

 

 

O interesse de Marcel Mauss reside precisamente no seu objectivo em revelar um tipo de sociedades baseadas na troca de dádivas. Isto é, a totalidade da vida social só se compreende quando é equacionada em relação a esta circulação de objectos e símbolos prestigiantes que uma comunidade oferece a outra e que esta outra devolve ao doador ou a uma terceira comunidade. O Ensaio sobre a Dádiva constitui a sua obra mais conhecida, onde a sua teoria se apresenta, e a que sempre convém regressar. Este texto foi redigido num contexto, o período entre guerras, no qual Marcel Mauss constatou serem ainda actuantes as instituições da dádiva que havia descoberto e encontrado nas comunidades norte-americanas (a instituição do Potlatch) e polinésias (a instituição do Koola), assim como em alguns documentos indo-europeus.

A recepção do pensamento original de Mauss – que é, seguramente, do mais inovador que surge na Europa, no período entre guerras, e o mais criativo para uma teorização global de campo depois da obra de Marx – merece, na actualidade, uma renovada curiosidade. Deste modo, tanto no campo antropológico como no da sociologia do consumo, são importantes as leituras que regressam a Mauss, procurando ver nele algo mais do que o atraente exotismo da sua descoberta. Desvenda-se assim uma situação de conflito na qual o peso da lógica de mercado se abre a outras dimensões da integração e do conflito social de enorme actualidade: as tensões entre economia e culturas comunitárias em relação à cultura e à economia societárias; as formas de manutenção do profano e do sagrado num mundo parcialmente secularizado ou as relações entre o individualismo e a pertença. Todas estas problemáticas se cruzam com o fenómeno anteriormente delimitado, que promana da estranheza de um mundo de consumo onde cada vez mais radicam o nosso imaginário e os nossos valores.

Essa lógica, ou melhor, esta ética da dádiva, implica três momentos, (a) a obrigação ou disposição de receber; (b) a obrigação de corresponder, (c) a obrigação de superar o recebido. Estes elementos permitem analisar o regresso do comunitarismo no contexto da globalização.

 

Bibliografia

Beaucage, Pierre -
Retour su le don. In Anthropologie et sociétés. s.l., 1995.

Beaucage, Pierre – « Échange et société: avant et après Marx » , in Anthropologie et sociétés, vol. 19-1-2. s.l.,  1995.

Fournier, Marcel - Marcel Mauss. s.l., Fayard, 1994.

Godelier, Maurice - El enigma del don. s.l., Paidós, 1998 (versão original: Fayard, 1996).

Marinas, J. M. - El síntoma comunitario: entre polis y mercado. s.l., Antonio Machado, 2006.

Mauss, Marcel – « Ensayo sobre los dones. L’Année sociologique », in Essai sur le don. Forme et raison de l’échange dans les sociétés archaïques; 1925 ; nova série, 1, pp. 30-186, in Sociologie et anhropologie, pp. 143-279; Sociología y Antropología, Tecnos: 1979, pp. 153-263.

Schrift, Alan D. (ed.) - The Logic of the Gift. Toward an Ethic of Generosity. Nova Iorque – Londres: Routledge, 1997.

Weiner, Annette - Inalienable Possesions: The Paradox of Keeping-while-Giving. Berkeley. s.l., University California Press, 1992.

© CÔA Todos os direitos reservados© All rights reserved