EventosImprimir

Mostrar todos

Eventos 2011 - Verão 2011: "Douro Intemporal, entre o Douro, o Côa e o Águeda"

O território entre o Côa, o Águeda e o Douro Internacional corresponde a um contínuo de áreas protegidas, devido ao seu valor patrimonial. A região — fruto do contexto geográfico e histórico e do esforço recente das entidades que tutelam o património arqueológico e natural, do trabalho de investigadores dedicados à conservação da natureza e do património cultural, conjugados com a preocupação e interesse das autarquias e associações locais —, conservou património arqueológico e natural cuja dimensão e relevância ditaram a criação do Parque Arqueológico do Vale do Côa, do Parque Natural do Douro Internacional, da Área Protegida Privada da Faia Brava, e, recentemente, de uma estrutura cultural de acolhimento, o Museu do Côa. Este território remete-nos para perspectivas tão arcaicas, quanto contemporâneas: paisagens amplas, conservadas, e a grande arte, paleolítica e ao ar livre. Património intemporal que nos convida a reflectir sobre sábias e complexas relações entre natureza e cultura: paisagens de liberdade onde as aves rupícolas habitam escarpas gravadas há mais de  25 000 anos por mestres do traço, comunidades do Paleolítico Superior que nos legaram auroques, cabras, cavalos... É a arte da luz. As arribas destes vales permitem-nos contemplar fauna separada no tempo por 25 000 anos e a obra de artistas separados pelos mesmos 25 000 anos. A baixa densidade populacional, já milenar, e a recente produção de conhecimentos, criaram, afinal, um território notavelmente equilibrado.

O Parque Arqueológico e Museu do Côa, o DGAC-N/Parque Natural do Douro Internacional, os Municípios de Figueira de Castelo Rodrigo, de Freixo de Espada à Cinta, de Pinhel e de Vila Nova de Foz Côa e a Associação Transumância e Natureza, convidam-na(o) a viver este território.

A programação geral encontra-se disponível no cartaz ao lado.

Em baixo poderá ser consultado o programa específico para o percurso a realizar nos dias 23 e 24 de Julho: “Entre os vales que se percorrem e as escarpas que se habitam”.

Brevemente será disponibilizada informação detalhada do percurso a realizar no dia 10 de Agosto: “Património D'ouro: uma prova de excelência”.

© CÔA Todos os direitos reservados© All rights reserved